CIRURGIA DE CATARATA

O único tratamento para a catarata é a cirurgia.

Ela é simples, rápida e feita sob anestesia local, mas exige cuidados pós-operatórios como qualquer outra intervenção cirúrgica. Seu objetivo é substituir o cristalino danificado por uma lente artificial que recuperará a visão perdida. O cristalino pode ser retirado inteiro ou por facoemulsificação (um aparelho tritura e aspira o cristalino). Esse processo tem a vantagem de exigir um corte menor e menos suturas.

A Cirurgia de Catarata (Facectomia) é realizada visando à recuperação total do olho afetado, mas o nível de recuperação visual vai depender da existência ou não de doenças, de alterações de outras estruturas oculares associadas à catarata (doenças da córnea, doenças da retina e do nervo óptico, principalmente) e, também, da magnitude dos riscos e complicações que podem ocorrer durante e após qualquer cirurgia.

Na Cirurgia de Catarata faz-se necessária a abertura do globo ocular do paciente, e isso expõe o olho a riscos de hemorragias e infecções. O trauma cirúrgico, mesmo sem intercorrências, pode levar à algumas complicações em olhos predispostos, quais sejam:

 

  • Complicações retinianas (edemas, hemorragias e descolamento de retina)
  • Complicações corneanas (lesões endoteliais, edemas)
  • Processos inflamatórios (uveítes)
  • Glaucoma

A implantação da lente intraocular – parte do procedimento padrão – pode não ser possível ou aconselhável, caso haja risco de complicações que comprometam o olho e diminuam a possibilidade de recuperação da visão.

Na remoção da Catarata por Facoemulsificação, as vantagens são muitas:

  • Menor tempo de cirurgia
  • Menor incisão cirúrgica
  • Menos ‘’pontos’’
  • Possibilidade de se implantar lentes intraoculares (LIO) dobráveis, reduzindo, assim, o risco de infecções.

Recomendações:

  • Não use colírios, especialmente os que contém corticóides, sem recomendação médica, e respeite o prazo determinado pelo médico para a aplicação do medicamento;
  • Procure um oftalmologista imediatamente se notar qualquer inflamação ou sofrer algum trauma na região dos olhos;
  • Consulte também o oftalmologista sempre que notar alguma alteração visual. A evolução da catarata é lenta, pode ocorrer primeiro em um dos olhos e a pessoa vai se acostumando com a perda progressiva da visão;
  • Não tenha medo da cirurgia. Os resultados são animadores e a recuperação, muito rápida.
Scroll to Top
Esta página utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência possível em nosso website.
Clique em OK se você concorda com nossos Termos de Uso e com nossa Política de Privacidade.